Folha de pagamento

Folha de Pagamento | Passo a Passo

A folha de pagamento é um dos documentos mais importantes dentro de uma empresa, pois ela é um dos fatores fundamentais para se determinar o ROI, isto é, se a empresa está dando lucro ou prejuízo.

Conhecer profundamente a folha de pagamento não é uma tarefa muito simples, contudo existem softwares gerenciadores, como o e-social, que facilitam essa atividade para os contadores e donos de pequenas empresas.

Devido a sua importância é de extrema necessidade que o responsável pelo seu controle seja um profissional da área contábil, pois há leis que regem como ela deve ser feita e distribuída aos funcionários da empresa.

Entretanto, este artigo é pra você MEI ou dono de uma pequena empresa que se preocupa com a saúde financeira de sua empresa e quer acompanhar o serviço do seu contador e ter o controle dos gastos na sua mão.

Antes de nos aprofundarmos na folha de pagamento, é importante ler o artigo 225 do Decreto nº 3048/99 e do artigo 464 da CLT que explicam fatos importantes sobre este documento.

Passo a passo para fazer a folha de pagamento

Não custa avisar novamente que para fazer a folha de pagamento deve-se ter muito cuidado pois, qualquer erro na sua elabora e ou emissão pode gerar processos trabalhistas onerosos para sua empresa.

Por sorte, nosso site oferece uma gama de calculadoras trabalhistas que facilitam este trabalho pra você. Veja abaixo algumas informações necessárias.

  • Dados do empregador.

Razão social e o CNPJ.

  • Defina a categoria e dados do funcionário.

Saber qual a categoria do seu funcionário é muito importante dado que cada uma tem suas peculiaridades como por exemplo: adicional noturno, insalubridade, periculosidade e valor da hora extra. Para isso é importante consultar os sindicatos e analisar possíveis convenções coletivas.

  • Coloque o FGTS na folha.

Colocar os 8% referente ao FGTS. Isso trará uma garantia caso o funcionário seja demitido sem justa causa ou rescisão por comum acordo.

  • Ter o controle de rescisão e admissão.

Demissões são muito onerosas para uma empresa. Tenha ciência deste detalhe.

  • Valor da hora de trabalho.

Para obter o valor da hora de trabalho, basta dividir o salário bruto pelo total de horas trabalhadas no mês. Lembre-se que 40h por semana equivalem a 200h e 44h semanais equivalem a 220h mensais, isto é.

Exemplo: Se o salário bruto for de R$ 2.000,00 e o funcionário trabalha no regime de 40h semanais o valor da hora de trabalho será de 2000 / 200 = R$ 10,00 a hora.

Importante também ter o controle de ponto, pois as faltas serão contabilizadas a título de descontos. Veja mais no nosso artigo sobre faltas e atrasos.

  • Valor da hora extra e vale.

O valor da hora extra é de 50% a maior que a hora normal, isto é, se pegarmos como no exemplo anterior o valor da hora de trabalho de R$ 10,00 temos que a hora extra será de R$ 10,00 : 2 + R$ 10,00 = R$ 5,00 + R$ 10,00 = R$ 15,00 ou simplesmente R$ 10,00 x 1,5 = R$ 15,00.

Vale ou adiantamento também devem contar na folha.

  • Conhecer impostos e demais descontos.

Para isso utilize nossa calculadora de custo de funcionário que lhe economizará tempo e lhe mostrará os encargos de uma folha salarial e lhe permite emitir o holerite online ou holerite impresso. Impostos como IRRF, INSS.

Também caso houver tem o vale transporte, vale alimentação e contribuição sindical. Além do RAT e FAP dependendo do regime tributário da empresa se Simples Nacional ou Lucro Presumido.

  •  Separar o salário líquido do salário bruto.

É necessário explicitar o salário bruto, os descontos e o salário líquido ao final, como no modelo a seguir.

Folha de pagamento é um direito do funcionário

É de suma importância que a folha de pagamento seja fornecida, impressa ou digital, para o funcionário.

É através dela que ele poderá fazer o controle dos seus gastos, comprovar renda em instituições financeiras a fim de empréstimos e ou financiamentos bem como utilizar como documento em outras ocasiões.

Não prover a folha de pagamento pode gerar processos trabalhistas bem onerosos para empresa, portanto não se esqueça de emiti-lo corretamente. Utilize nossas calculadoras para facilitar seu trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima