Como Calcular Horas Extras: Faça o Cálculo Exato na Calculadora Online!

Veja como fazer o Cálculo de Horas Extras, segundo a constituição, o mínimo de remuneração de horas extras é de 50%, alterando o § 1º do art. 59 da CLT, que determinava que o mínimo deveria ser de 20%.

A duração normal do trabalho, poderá ser acrescida de 2h mediante acordo escrito entre funcionário e empresa, ou mediante contrato coletivo de trabalho ou acordo coletivo, devendo obrigatoriamente a empresa pagar, pelo menos, mais 50% da hora de trabalho normal.

Exemplo de Cálculo de Horas Extras:

Salário-hora = R$10,00

50% = R$5,00

Hora extra = R$15,00

Caso haja compensação de horário semanal, com dilação de jornada diária de trabalho é necessário saber qual é o excesso de tempo de trabalho por dia. Este tempo extra não pode exceder 2h.

Exemplo:


Certo empregador fez um acordo de compensação de horas de trabalho semanal de uma hora por dia, de segunda-feira a quinta-feira para não trabalhar aos sábados.

O acordo de prorrogação de jornada de trabalho só pode ser no máximo de mais uma hora de segunda a quinta. Deste modo há duas horas excedentes de segunda a quinta-feira, sendo uma hora de acordo de compensação de horas e outra de prorrogação de horas de trabalho.

Calculo de horas extras

Vejamos o que rege a instrução normativa nº1, de 12/10/1988(DOU 21/10/1988)

“Os empregados maiores (homens e mulheres) poderão ter a jornada prorrogada em no máximo duas horas, respeitando o limite de dez horas diárias, mediante acordo individual, coletivo, convenção ou sentença normativa, com acréscimo de, no mínimo, 50% sobre a hora normal. Aos menores é vedada a prorrogação da jornada de trabalho, salvo para efeito de compensação.

Na ocorrência de força maior, não há limite de jornada para pessoas maiores (homens e mulheres), cuja remuneração será a de hora normal. Em se tratando de menores, o limite da prorrogação será de quatro horas diárias, com adicional de, no mínimo, 50% do valor da hora normal. Os casos de força maior deverão ser comunicados ao órgão local do Ministério do Trabalho, no prazo de 10 dias para empregados maiores, e 48 horas no caso de menores.

Tratando-se de serviços inadiáveis, a jornada poderá ser aumentada em até 4 horas diárias, exclusivamente para os empregados maiores, com acréscimo de, no mínimo 50% da hora normal. Os casos de serviços inadiáveis deverão ser comunicados ao órgão local do Ministério do Trabalho, no prazo de 10 dias.

As horas não trabalhadas em decorrência de causas acidentais ou de força maior poderão ser repostas pelo funcionário na base de duas horas por dia, no máximo de 45 dias ao ano, respeitando o limite de 10h diária. As referidas horas não sofrerão acréscimo de salarial.”

Embasada na Constituição Federal, é importante observar que esta Instrução Normativa, altera artigos na CLT, em especial no que se refere à condições e duração de trabalho da mulher.

Calcule Suas Horas Extras!


Esperamos que este pequeno artigo tenha lhe sido útil!

Navegue por nosso site, utilize nossas calculadoras Online inteiramente grátis e facilite seu trabalho.

 

Deixe um Comentário